terça-feira, 14 de junho de 2011

Guerra declarada!!! Diversidade popular X Mercado musical

Poizé meus amigos, trago para vocês uma questão muito complicada em relação ao forró tradicional contra o forró eletrônico(forró de plástico). Tradicionalmente conhecido como uma das maiores festas juninas do mundo o São João de Campina Grande entrou nessa polêmica por meio de declarações de seu então Secretário de Cultura do Estado da Paraíba, Chico Cesar, que afirmou fechamento de verba pública para bandas fortalecidas pelo mercado musical.

A justificativa é forte, proporcionar diversidade, fortalecer a cultura popular e abrir espaço para artistas que não possuem espaço nas rádios e programas de televisão. Desta forma, as bandas de "forró eletrônico" e "sertanejo universitário", hoje majoritárias nos meios de comunicação, ficam de fora da programação dos festejos juninos paraibanos.

Em entrevista a um programa de TV, Chico Cesar afirmou estar colocando em prática a lei que dispõe sobre a valorização da cultura, que diz o seguinte: "Participação de bandas ligadas ao forró autentico; Valorização da cultura popular nordestina, em especial a local", e a proposta não é de proibir que as prefeituras contratem bandas eletrônicas, mas de apoiar apenas as que fortaleçam a cultura tradicional.

Particularmante defendo a posição de Chico Cesar, acredito que o espaço cedido em espaços que deveriam proporcionar essa diversidade como as rádios e Tv´s que são concessões públicas, não cumprem sua função social e acaba monopolizando a cultura, excluindo a forma tradicional da musica nordestina.

E essa realidade não é exclusiva da Paraíba, em todo nordeste vemos que o merdado musical destrói essa diversificação. O pagamento do famoso "jabá" impede que os artistas adentrem nos meios de comunicação. Quem domina hoje esse espaço, são as empresas que são donas de diversas bandas de plástico. Aqui no Ceará vemos isso com muita força.

Não vou citar nomes de empresas, pois acredito não ser preciso, você que está lendo o texto ja ta pensando em algumas delas neh? Sabe que diversos programas de TV no estado, são bancados por essas empresas para divulgar a gama de bandas com a mesma proposta empresariadas por essas empresas.

Seria bom se outros Secretários tomassem essa posição e não compartilhasse nosso dinheiro público para fortalecer essa proposta de empobrecimento cultural.  E viva o verdadeiro forró nordestino com seus triângulos, zabumbas e sanfonas!!!

Veja a seguencia de videos com entrevista com Chico Cesar:



Por Leandro Porto

Nenhum comentário:

Postar um comentário